Vespasianense de nascimento desde 31.01.1948, é o sexto filho de uma prole de 16 filhos do casal José Sérvulo dos Santos e Inah Vercesi dos Santos.

Desde cedo já trabalhava, como engraxate, faxineiro, ajudante no bar, de relojoeiro, consertava bicicletas, vendedor de esterco, de verduras, etc.


Mas foi no futebol é que encontrou sua paixão e profissão que o tornou conhecido pelo mundo afora e como foi sempre bem relacionado eleveou o nome da sua querida vespasiano por onde passou.

Começou a jogar futebol em Vespasiano nos clubes Vespasiano e Independente. Aos 18 anos foi levado por Afonso Bandeijão para o Atlético Mineiro e naquele mesmo ano (1964) tornou-se profissional de futebol.

Exerceu esta profissão pôr mais de 18 anos.

Iniciou no clube Atlético Mineiro onde jogou 1964 a 1967 conquistando o troféu Guará de melhor ponta direita por três anos consecutivos(64, 65,66), sendo convocado em 66 para seleção brasileira mas foi “cortado” devido a uma contusão no tornozelo.

Foi vendido ao Corintians onde jogou de 67 a 70 e no 1º jogo quebrou o jejum de mais de 20 anos que o timão não ganhava do Santos de Pelé.

De 70 até 82 jogou pelo Flamengo(RJ), Grêmio, Rio Negro, Sampaio Corrêa, Atlético Paranaense e Colorado. Em 80 foi campeão pelo Colorado. Após encerrar a carreira como profissional voltou as origens jogando como amador pelo seu querido Valença onde conquistou doze títulos de campeão.

Ocupa o cargo de presidente do Valença há vários mandatos. Possui a empresa de ônibus Viação Buião que atende a população das cidades de Vespasiano, São José da Lapa, Confins e Pedro Leopoldo.

Ao lembramos desta empresa de ônibus estaremos sempre falando de um grande homem que é o seu diretor e o responsável por grandes transformações em prol da nossa região.